Pesquisar no blog

sábado, 5 de agosto de 2017

QUANTO TEMPO VIVEM OS ANIMAIS?

O tempo de vida dos animais vária de espécie para espécie. Vários fatores podem influenciar na vida de um animal como, por exemplo, doenças, clima, quantidade de alimentação, condições do habitat, entre outros. O mamífero de vida mais longa é o homem. Alguns vivem mais de 100 anos. O animal de vida mais curta são os efemerópteros chega a viver 24 horas, já as tartarugas são os de vida mais longa.






Não é apenas um bicho, mas uma classe inteira de insetos detém o recorde de vida mais curta do reino animal. Os efemerópteros (ordem Ephemeroptera), como o próprio nome diz, têm vida efêmera, de no máximo 24 horas. Esse período serve praticamente apenas para a reprodução. Composto por cerca de 4 mil espécies, o grupo dos efemerópteros é o mais antigo entre os insetos com asas registrados. No Brasil, foram classificados 63 gêneros e 166 espécies, em dez famílias. Conhecidos no País como aleluias, besouros-de-maio, borboletas-de-piracema, efêmeros, siriruias e sirirujá, esses insetos servem de alimento para peixes de água doce. Os efemerópteros possuem peças bucais rudimentares e não chegam a se alimentar em seu curto espaço de vida. Eles se assemelham às cigarras, pois possuem o corpo mole, podendo atingir até 4 cm de comprimento, e asas membranosas. Assim como os efemerópteros, muitas espécies de mosquitos têm pouco tempo de vida, entre um e dois dias. Animais que se reproduzem muito geralmente vivem pouco. Uma curiosidade é o tempo que a cigarra sobrevive. A fase que os biólogos chamam de ninfa, o segundo estágio do desenvolvimento de insetos, quando a formação está ainda incompleta, chega a durar 20 anos. Depois do nascimento, o inseto vive no máximo 50 dias. Entre os mamíferos, os ratos são os que possuem vida mais curta, com um tempo médio de dois anos. Rato é o nome geral dos roedores Muridae, maior família de mamíferos existente, com cerca de 650 espécies. Outro mamífero de baixa longevidade é a toupeira, que pode chegar a sete anos, mas a média é de apenas três.

EFEMERÓPTERO
O Animal adulto Vive de meia hora a no máximo um dia, período utilizado apenas para a reprodução e postura dos ovos. Antes de morrer o inseto troca de exoesqueleto (carapaça), o que é necessário para a maturação sexual e consequentemente a cópula. Após o voo nupcial, os machos morrem rapidamente. As fêmeas costumam pousar numa árvore para descansar antes de depositar os ovos e a morte acontece na sequência. Pouco conhecido justamente devido ao tempo de vida, o grupo dos efemerópteros é composto por aproximadamente quatro mil espécies e é o mais antigo registrado no mundo entre os insetos com asas.
Aspectos físicos
As ninfas (estágio jovem do inseto) possuem peças bucais do tipo mastigadoras. Já os adultos, que não chegam a se alimentar em seu curto tempo de vida, têm peças bucais atrofiadas e um sistema digestivo não funcional. Eles se assemelham às cigarras: possuem o corpo mole, com asas membranosas e numerosas veias, podendo atingir até quatro centímetros de comprimento. As asas posteriores são menores que as anteriores. O inseto também apresenta antenas pequenas e olhos bem desenvolvidos. 
Grupo das libélulas
Da ordem Ephemeroptera, os efemerópteros são paleópteros, nome também atribuído às libélulas: ambos são insetos primitivos em relação aos outros, por não conseguirem dobrar as asas sobre o corpo. 
Ninfas
As ninfas dos efemerópteros vivem na água doce e parada, geralmente escondidas em rochas, servindo de alimento para peixes, aves e outros insetos.

A maioria se alimenta de detritos ou matéria vegetal e outras são predadoras. Ao contrário do adulto, as ninfas podem viver no período de várias semanas até três anos.

OS CAMPEÕES
ÁGUA-VIVA TURRITOPSIS

A vencedora nessa disputa é a água-viva Turritopsis, considerada biologicamente imortal. Ela nasce em forma de pólipo e se transformam nas medusas (a água-viva como conhecemos). Mas a continuação da vida é diferente para essa espécie: na velhice, ela reverte o processo biológico e volta a ser um pólipo, repetindo esse sistema eternamente!
  
OSTRA MING

Esta ostra bivalve (com duas conchas) nasceu em 1499, na mesma época da dinastia Ming, na China. Em 2006, com 507 anos, cientistas tentaram abrir a concha para descobrir a idade exata da ostra, mas acabaram matando o animal por acidente.

TUBARÃO DA GROENLÂNDIA

Além de ocupar o terceiro lugar na disputa, o tubarão da Groenlândia também é a espécie de vertebrado com maior expectativa de vida: média de 272 anos! Ele vive no mar Atlântico Norte, a cerca de 1.200 metros de profundidade. Pode atingir 6,4 metros de comprimento e pesar 1 tonelada!


Quanto tempo vivem os animais? 
A seguir segue uma relação com e tempo de vida médio de algumas espécies, considerando condições normais de vida do animal em seu habitat natural.






Referência
http://noticias.terra.com.br/educacao/vocesabia
http://www.inf.ufrgs.br/~cabral/VidaAnimais.html
http://www.saudeanimal.com.br/2015/11/26/tempo-de-vida-dos-animais/
Postar um comentário