Pesquisar no blog

sexta-feira, 9 de junho de 2017

AVE DO PARAISO


Paradisaeini é uma tribo de aves passeriformes da família Paradisaeidae, com 14 Gêneros e cerca de 43 espécies das chamadas aves-do-paraíso. Considerado por muitos como um dos mais exóticos do planeta entre os animais.







A característica mais marcante das aves-do-paraíso é a plumagem exuberante dos machos da maioria das espécies, utilizada como ornamento nos rituais de acasalamento. O grupo é típico da região da Australásia e está presente, principalmente, em áreas tropicais do Norte da Austrália, Nova Guiné, Indonésia e Ilhas Molucas. De pequeno a médio porte, as aves-do-paraíso possuem grande dimorfismo sexual. As fêmeas têm plumagem monótona, em tons de cinzento e castanho, enquanto que os machos da maioria das espécies são muito coloridos, por vezes em tons contrastantes, com caudas longas e/ou penas que se destacam na cabeça e pescoço. Contudo, em algumas espécies, o macho não é ornamentado e é semelhante à fêmea. O bico é curto, forte e adaptado a uma alimentação omnívora, baseada em frutos, folhas e alguns insetos. As plumas das aves-do-paraíso são bastante importantes nas sociedades nativas da Nova Guiné como símbolo de estatuto social. Quando a ilha foi descoberta e explorada por naturalistas europeus, as aves-do-paraíso causaram sensação pelo seu exotismo e diversidade. As plumas tornaram-se num adorno habitual nos chapéus das senhoras das classes média e alta, enquanto que os museus de história natural e colecionadores privados competiam pelo maior número possível de exemplares taxidermizados. No final do século XIX, princípio do século XX, foram abatidas muitas aves-do-paraíso para estes fins e muitas espécies ficaram à beira da extinção. Hoje em dia o IUCN lista apenas 12 aves-do-paraíso, mas todas as espécies do grupo estão protegidas na Papua-Nova Guiné e Irian Jaya. A importação de plumas de aves-do-paraíso é proibida na maioria dos países.

O Ave-do-paraíso-de-Wilson (Cicinnurus Respublica), é uma lindíssima ave de cores exuberantes.

A ave-do-paraíso azul (Paradisaea rudolphi) é considerado por alguns ornitólogos como a mais bela de todas as aves, o ave-do-paraíso azul foi descoberta por Carl Hunstein em 1884. O nome científico comemora a malfadada do príncipe herdeiro Rudolf de Áustria.

Parotia do oeste (Parotia sefilata) endêmica da Indonésia.
 

O Rei-da-Saxônia (Pteridophora alberti) é uma ave-do-paraíso família (Paradisaeidae). Ele é o único membro do gênero Pteridophora. É endêmica das florestas montanhosas na Nova Guiné.


Carl Linnaeus chamou a espécie Paradisaea apoda, ou "ave-do-paraíso sem pelo", porque as peles de comércio adiantadas para alcançar Europa foram preparadas sem asas ou pés por nativos; Isto conduziu ao equívoco que estes pássaros eram visitantes bonitos do paraíso que foram mantidos no alto por suas plumas e nunca tocaram a terra até a morte.

ave-do-paraíso-rei (Cicinnurus regius) Esta assim chamada "joia viva" é a mais pequena e mais vividamente colorida entre pássaros do paraíso.O ave-do-paraíso-rei (Cicinnurus regius) 


O Parotia lawesii tem penas iridescentes (fruta-cor) no peito que podem mudar de azul para amarelo, dependendo do ângulo do qual se observa. Essa mudança abrupta de cor é possível graças ao formato de “boomerang” das bárbulas (filamentos que compõem as penas). Os machos da espécie Lophorina superba são capazes de mudar sua forma original para algo que nem mesmo lembra uma ave.



Referência
http://g1.globo.com/natureza/noticia/2012/11/pesquisadores-registram-39-especies-de-aves-do-paraiso-na-oceania.html
https://bio-orbis.blogspot.com.br/2014/03/aves-do-paraiso-um-show-de-cores.html
http://topbiologia.com/10-surpreendentes-aves-paraiso/
Postar um comentário