Pesquisar no blog

quarta-feira, 24 de maio de 2017

O QUE SÃO ÁREAS ÚMIDAS

As áreas úmidas são complexos ecossistemas que englobam desde as áreas marinhas e costeiras até as continentais e as artificiais. Alguns exemplos são os lagos, manguezais, pântanos e também áreas irrigadas para agricultura, reservatórios de hidrelétricas etc. Elas também  nos ajudam a lidar com eventos climáticos extremos.






A IMPORTÂNCIA DAS ÁREAS ÚMIDAS PARA O PLANETA
As áreas úmidas existem em todos os tipos de ecossistemas e são importantes para a manutenção da biodiversidade. Situadas em uma interface entre a água e o solo, as áreas úmidas são ecossistemas complexos, pressionados não somente pela ação direta do homem, mas também pelos impactos sobre ecossistemas terrestres, marinhos e de água doce adjacentes.  As áreas úmidas abrigam uma enorme variedade de espécies endêmicas, mas, também, periodicamente, espécies terrestres e de águas profundas e, portanto, contribuem substancialmente para a biodiversidade ambiental. Além disto, têm papel importante no ciclo hidrológico, ampliando a capacidade de retenção de água da região onde se localiza, promovendo o múltiplo uso das águas pelos seres humanos.


MANGUES
Mangues são regiões costeiras sujeitas ao regime de marés com arbustos e arvores, tolerantes ao sal. As florestas de mangue reduzem o impacto das grandes ondas de ressacas, ciclones/furacões. Os mangues abrigam peixes, moluscos e crustáceos de valor ecológico e econômico e além de armazenar CO2, ajudando a mitigar a mudança Climática.

RIOS E PLANÍCIES INUNDÁVEIS
Ao longo do tempo, rios e riachos criam planícies de inundação largas e sedimentadas. Se forem deixados intactos - com suas redes de lagos e áreas úmidas associadas - podem agir como um reservatório gigante. Durante inundações repentinas, espalham e armazenam a água da inundação em uma grande área, reduzindo os danos a jusante. No Brasil ocorrem nas planícies de inundação, como as do Pantanal Mato Grossense, as do Rio Guaporé, e as do Rio Araguaia - Ilha do Bananal. Fornecendo serviços ambientais, além do ecoturismo, pesca e criação de pecuária extensiva de relevância econômica e social.

VEREDAS
Veredas são terras saturadas de água pelo lençol freático superficial ou por afloramento deste. Apresentam solos geralmente turfosos e restos de material vegetal em decomposição. Contribuindo com o estoque de carbono no Bioma Cerrado. Tem relevante importância econômica, social e histórica. Fato Chave: São fontes produtoras de água no Bioma Cerrado.

 RECIFES DE CORAIS
Os recifes de corais são estruturas sólidas encontradas em águas tropicais rasas e são formados por colônias de pólipos minúsculos de corais. Abrigam um quarto do todas as espécies marinhas, e são provedores de sustento para as comunidades por meio do ecoturismo. Protege contra eventos extremos de ondas e tempestades. Na costa brasileira estão localizadas as únicas formações coralíneas do Atlântico Sul Ocidental, com destaque para o Parque Nacional Marinho de Abrolhos.

 DELTAS INTERIORES
Quando a água flui para uma lagoa larga e plana, sem drenar para o oceano, um delta interior é formado. Em áreas extremamente áridas, estes fluxos sazonais representam uma forte proteção natural contra a seca. O Delta Okavango na Botswana é talvez o maior, com uma área do tamanho da Bélgica, abrigando 200.000 grandes mamíferos s e 400 espécies de aves durante o inverno seco.
   
RIOS DE ÁGUAS PRETAS E CLARAS - - IGAPÓS AMAZÔNICOS
Os igapós são florestas inundáveis ao  longo dos rios de águas pretas e claras da região amazônica, onde cobrem cerca de 200.000 km2. Os rios associados a esses ecossistemas se originam nos escudos geologicamente antigos das Guianas e do Brasil Central. Suas águas são pobres em sedimentos, ácidas e de coloração escura pela acumulação e decomposição de matéria orgânica, ou claras, quando a vegetação associada é de savana. A pobreza nutricional dos igapós se reflete em uma densidade populacional humana baixa ao longo dos rios associados. Sua biodiversidade é menor em comparação à outras áreas alagáveis da região, como as várzeas, e são bastante suscetíveis às mudanças climáticas, sendo os maiores riscos futuros à sua integridade a redução das chuvas e o aumento da frequência de incêndios.

RIO AMAZONAS OU VÁRZEA AMAZÔNICA
As várzeas amazônicas ocorrem ao longo dos rios originados na Região Andina, com águas bancas e alta carga sedimentar. Ocupando cerca de 400.00 km2 da região. Os ricos sedimentos anualmente, depositados suportam altas produtividades, sendo essas regiões rurais, historicamente e na atualidade, as mais densamente povoadas da Amazônia. Em comparação as demais florestas alagáveis do mundo, as várzeas amazônicas são as mais ricas em espécies arbóreas adaptadas à inundação periódica. Entretanto, o uso inadequado desses ecossistemas, bem como as flutuações extremas no pulso de inundação anual vem provocando cheias e secas extremas, que podem comprometer sua integridade, produtividade e a vida dos ribeirinhos que habitam esses locais.

CONTRIBUIÇÕES DAS ÁREAS ÚMIDAS PARA O NOSSO FUTURO
Áreas úmidas asseguram a disponibilidade de água para todos -  Apenas 3% da água do mundo é doce e sua maioria está congelada. Entretanto, as pessoas precisam de 20 a 50 litros de água por dia para atividades básicas como beber, cozinhar e limpar. As áreas úmidas proveem essa água e ajudam a recarregar a água de aquíferos (rochas que podem armazenar água).

  • Áreas úmidas purificam e filtram contaminações das águas -  Plantas típicas de áreas úmidas podem colaborar com a absorção de fertilizantes, pesticidas, metais pesados (como mercúrio e cobre que podem causar danos à saúde) e substâncias industriais tóxicas. O Pântano Nakivubo em Kampala, Uganda, filtra o esgoto e efluentes industriais gratuitamente. Uma estação de tratamento de esgoto custaria U$ 2 milhões por ano.
  • Áreas úmidas alimentam a humanidade - O arroz, que é cultivado em áreas úmidas, faz parte da dieta básica de três milhões de pessoas. O consumo médio humano de pescado por ano é de 19kg de peixe. A maioria dos peixes comerciais se reproduzem e se desenvolvem em regiões costeiras como os manguezais e estuários (áreas alagadas onde se encontram água doce e salgada). 70% da água doce extraída globalmente é utilizada para irrigar plantações.
  • Áreas úmidas são ricas em biodiversidade - Áreas úmidas são habitat para mais de 100.000 espécies de água doce conhecidas e esse número cresce anualmente. Em apenas 10 anos, 272 novas espécies de peixes de água doce foram descobertas na Amazônia. São essenciais a sobrevivência - reprodução e migração de aves.
  • Áreas Úmidas agem como atenuadores de impactos naturais - Áreas úmidas, tais como manguezais, reduzem o impacto de tufões e tsunamis, unem ecossistemas costeiros e resistem à erosão. Essa função é importante, especialmente, diante do aumento dos níveis de água do mar.
  • Áreas Úmidas contribuem com a mitigação das mudanças climáticas - As turfeiras estocam duas vezes mais carbonos que todas as florestas do mundo. Os manguezais também têm uma função importante no estoque de carbono. No Brasil, os manguezais são considerados “Áreas de Proteção Permanente” segundo a Lei 12.651/2012.
  • Áreas úmidas proveem diversos produtos e contribuem com uma vida  sustentável - Milhões de pessoas dependem diretamente dos peixes e das pescarias para sobreviver.
  • Áreas úmidas costeiras são tanto vítimas quanto heróis perante as mudanças climáticas.  - Os recifes de coral, manguezais e áreas pantanosas encontram-  se ameaçados pela elevação   dos oceanos e desenvolvimento de atividades humanas ao longo da linha de costa. Ao mesmo tempo elas unem os  ecossistemas costeiros, previnem erosões, retardam as elevações bruscas dos níveis da água e aumentam a resiliência dos ambientes às mudanças climáticas.

UM FUTURO SEM ÁREAS ÚMIDAS?
A possibilidade é assustadora. Estimativas recentemente publicadas demonstram que 64% das áreas úmidas do mundo desapareceram. Em algumas regiões, notavelmente na Ásia, a perda é ainda maior. Esse rápido declínio tem como consequência a maior dificuldade de acesso à água doce para 1 a 2 bilhões de pessoas no mundo, assim como, uma deterioração de outros serviços ecossistêmicos, como por exemplo: o controle de inundações, o estoque de carbono e os usos tradicionais desses ambientes. A biodiversidade também é afetada. Populações de espécies de água doce reduziram em 76% entre 1970 e 2010 de acordo com o Índice Planeta Vivo da WWF.

 
O QUE ESTÁ CONDUZINDO A ESSA PERDA?
Infelizmente, áreas úmidas são frequentemente vistas como áreas bandonadas, que deveriam ser aproveitas por meio de drenagem ou aterradas para outros fins. As principais causas de perda de áreas úmidas e degradação são:

  • Destruição de habitats, especialmente, para implantar atividades de cultivo e pastoreio.
  • Fragmentação e alteração de ambientes através de barramentos e canalização da água.
  • Poluição da água, destacando-se a eutrofização (excesso de nutrientes nos ambientes com água, tais como rios,lagos , lagoas).

 O QUE VOCÊ PODE FAZER PARA ASSEGURAR O NOSSO FUTURO ?
Áreas úmidas proveem diversos benefícios, como filtrar nossas águas,   assegurar a biodiversidade, proteger as linhas de costas e mitigar as mudanças climáticas e seus impactos. Todavia a metade das áreas úmidas do mundo desapareceu no último século. Então, o que você pode fazer para mudar esse caminho? Educação Ambiental é a solução.
  • Eduque - Promova um evento que ajude outras pessoas a compreender os benefícios promovidos pelas áreas úmidas tanto globalmente quanto localmente. Apresente alguns fatos engraçados e paradoxos na conversa.
  • Organize um dia de limpeza - Em áreas densamente populosas, áreas úmidas frequentemente são alvo de descarte inadequado de lixo. Um bom grupo pode colaborar significativamente para a limpeza dessa área. Tire fotos antes e depois para ver a diferença.
  • Considere o meio ambiente nas decisões do dia a dia - Compre frutos do mar que foram criados ou capturados de forma sustentável. Dê preferência para os produtos e carnes orgânicos. Utilize sacolas retornáveis. Recicle o lixo de casa e garanta que baterias e outros lixos perigosos não sejam descartados em locais incorretos. Se você possui um jardim, selecione as plantas nativas e use fertilizantes orgânicos quando possível.
  • Junte-se com outros para fazer a diferença - Muitas organizações e redes trabalham com áreas úmidas e seu uso sustentável. Caso queira se envolver diretamente com a questão, consulte o web site de Ramsar(www.ramsar.org),veja quais são os parceiros e conecte-se com os esforços promovidos. Visite os Sítios Ramsar próximos da sua casa e veja como você pode ajudar. 
  • Visite o site do MMA( Ministerio do  Meio Ambiente) -  Dia Mundial das Áreas Úmidas 

 PARA SABER MAIS  Convenção de Ramsar  


Referência
http://www.wwf.org.br/natureza_brasileira/questoes_ambientais/areas_umidas/
http://www.mma.gov.br/biodiversidade/biodiversidade-aquatica/zonas-umidas-convencao-de-ramsar/conven%C3%A7%C3%A3o-de-ramsar
http://www.ramsar.org/  

http://www.brasil.gov.br/meio-ambiente/2015/02/areas-umidas-sao-essenciais-para-a-biodiversidade
Postar um comentário